Aprenderdorismo

Empreender é uma arte
13 de março de 2021 - Por: Elias William

A Uberização do trabalho nas empresas

A 'Uberização do trabalho' é um termo muito utilizado por especialistas e pesquisadores do mundo inteiro. Como você deve imaginar, os Marketplaces são plataformas abertas para usuários se cadastrarem sem nenhum vínculo trabalhista para prestar serviço e, com isso, pagarem uma comissão para a detentora da plataforma para o uso.

Muitos empresários têm confundido as novas leis trabalhistas que foram mudadas no final de 2017. A principal delas está relacionada à terceirização dos colaboradores que realizam uma função operacional para a empresa no dia a dia. 

Após conversas com vários colegas empreendedores, vejo que muitos têm terceirizado funções administrativas, vendas e financeiro, onde considera-se que estão no cotidiano da empresa e têm horário para sair e entrar. Sendo assim, há o risco de ter reclamações trabalhistas e com razão. Pensando nisso, muitos empresários têm contratado funcionários que têm MEI para não ter custos com FGTS, GPS, rescisões, entre outros.

Na minha opinião, além de ser errado do ponto de vista jurídico, vejo um problema de Gestão de Pessoas. Será difícil uma pessoa trabalhar com foco, vestir a camisa estando "sem vínculo"? Além disso, um colaborador que não tem benefício e ligação com a empresa pode deixar a empresa na mão na primeira oportunidade se aparecer algo melhor.

Algumas economias não valem a pena e essa é uma delas. Já tive processos trabalhistas, causas que o valor pedido pelo colaborador era R$ 5.000,00 e tive que gastar R$ 2.500,00 com advogado. No meu caso, a colaboradora era registrada e reclamava por direitos que achava que a empresa estava errada. É importante ressaltar que todo juiz tende a ir para o lado do funcionário que é o lado mais "frágil" e nós empresários ficamos expostos. Portanto, jamais terceirize funções que não pode, tanto do ponto de vista legal como operacional também.

Quando terceirizar?

No meu caso terceirizei toda parte de Marketing Digital, Artes, Sistemas, Informática, Entregas e Contábil. Todos os colaboradores do operacional são registrados CLT e procuro focar no Core Business da empresa que é o Atendimento e Comércio Exterior.

Não podemos confundir terceirização da atividade fim com Uberização de Emprego. A terceirização, por exemplo, é quando uma empresa contrata uma outra empresa para fazer o seu serviço. Um exemplo prático que já acontece há anos são as montadoras de carros, onde praticamente nenhuma possui mais fábrica há anos, então somente juntam as peças dos carros e montam. Tudo é terceirizado, desde um pequeno parafuso até o pneu. Toda montadora foca apenas no Core que é o motor ou outro diferencial. 

Mas veja, as montadoras jamais vão deixar um funcionário de uma outra fábrica dentro do seu escritório sendo gerenciado, comandado e respondido diretamente a um funcionário próprio. 

Cada empresa fica em seu espaço e responde à empresa específica para não gerar vínculo. Imaginem um engenheiro da Toyota que é contratado como Pessoa Jurídica e trabalha por 5 anos das 8h às 18h em uma determinada planta de produção, respondendo a diretores da Toyota e etc. Certamente isso jamais acontecerá.

Se você concorda, discorda ou quer acrescentar algo, é só comentar!

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram