Aprenderdorismo

Empreender é uma arte
3 de agosto de 2021 - Por: Elias William

O que é Capital de Giro e a importância para uma empresa?

Para um empreendedor e dono de empresa, é importante conhecer todos os trâmites envolvidos para uma boa administração e os órgãos fiscalizadores. Por conta disso, também é importante conhecer o capital de giro da sua empresa e saber administrá-lo para uma boa saúde financeira do negócio.

Quando não utilizado corretamente ou mal administrado, o capital pode oferecer riscos financeiros graves que podem gerar até endividamento, atrapalhar o crescimento da empresa ou até mesmo a falência. Você não quer correr esse risco com o seu negócio, certo? Então conheça o capital de giro e saiba como usá-lo!

Capital de giro: o que é?

O capital de giro é basicamente o dinheiro necessário para manter uma empresa e garantir a continuidade do negócio. Nele estão englobados os valores em caixa, contas bancárias e a receber, além de dinheiro para poder quitar as despesas empresariais.

É ele que determina os valores disponíveis para uma empresa cumprir seus deveres e fazer novos investimentos, mesmo quando ocorre queda nas vendas ou falta de pagamento dos clientes.
O capital de giro é importante para facilitar a gestão, investir em novos equipamentos, manter os estoques e administrar os pagamentos parcelados dos clientes, sem riscos para o orçamento do negócio.

Tipos de capital de giro

Negativo: acontece quando os recursos são insuficientes para quitar os débitos.

Líquido: engloba os recursos financeiros da empresa, exceto os não circulantes, como, por exemplo, bens e imóveis.

Próprio: neste caso não são necessários empréstimos, já que a empresa possui o próprio capital.

Associado a investimentos: voltado a cobrir despesas que a empresa terá ao fazer investimentos como um investimento para a compra de equipamentos.
Como calcular o capital de giro?

Não há uma fórmula perfeita para definir o capital de giro, porém, para calcular quanto será necessário por mês, faça o cálculo: some as contas a receber e o valor disponível em estoque. Depois, subtraia do resultado, contas a pagar, impostos e despesas. Multiplique o total por 6. Depois desta conta você terá o valor mínimo necessário para a empresa por pelo menos um semestre.

Agora que você já conhece o capital de giro, sua importância e como estabelecê-lo, que tal colocar em prática? Para mais dicas como essa, continue acompanhando nosso blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram