Aprenderdorismo

Empreender é uma arte
22 de junho de 2021 - Por: Elias William

Quem é Pedro Conrade?

A trajetória do empreendedor Pedro Conrade até chegar à fundação da fintech Neon é curiosa. O banco, que foi um dos primeiros digitais do Brasil, nasceu em 2016 para facilitar processos e atrair milhões de usuários anualmente. 

Pedro estudou Administração de Empresas na Fundação Getúlio Vargas e na Babson College, em Boston, experiências que ofereceram a ele a bagagem necessária para entender problemas e procurar soluções. 

Desde jovem já mostrava tino para os negócios. Aos 16, tentou pela primeira vez com uma loja de biquínis no Guarujá, cidade praiana de São Paulo. Mais tarde, fundaria uma startup de compras coletivas, mas nada daria certo. 

O cheque especial

Os bancos podem ser desafiadores para clientes atentos e minimamente exigentes. Ao fazer uma compra, Pedro não checou o saldo e passou no cartão um valor que ultrapassava em R$1 o que tinha na conta corrente. Desta forma, entrou no cheque especial e recebeu uma cobrança de R$46. O problema não teve solução, mas ele pensaria em algo. 

A alma empreendedora de Pedro Conrade pedia por mudanças, quando teve a ideia de criar a própria empresa, um local que seria honesto e transparente a todo tempo com os clientes. Assim nasceu a Controly, a companhia que viria mais tarde a ser a Neon. 

Com o tempo, os clientes foram chegando e a empresa que oferecia apenas um cartão pré-pago e um app para organizar os gastos, se tornou a Neon. 

A Neon

Um dos maiores orgulhos da empresa é ter sido fundada por um cliente de banco ao invés de um banqueiro, como tradicionalmente acontece. Em 2016, a Neon nasceu como a primeira conta 100% digital do Brasil para descomplicar o atendimento, oferecer suporte 24h, além de ter opção de cartão internacional e virtual. 

No momento da criação da empresa, Pedro decidiu que os clientes nunca sofreriam situações parecidas com a dele, por isso fez questão de eliminar qualquer chance de cobrar taxas abusivas. A conta Neon pode ser 100% administrada pelo celular e não cobra mensalidade ou taxas dos clientes que cada vez mais têm a tecnologia a seu favor.

Entre atualizações intuitivas e eficazes, a Neon conquistou cada vez mais o público jovem, que tinha a tendência de evitar e/ou não gostar de bancos. Neon, em grego, significa juventude, público que cresce cada vez mais e oferece desafios às instituições devido à rapidez das ações e planejamentos. Em cinco minutos, é possível abrir uma conta Neon. 

Crescimento e recursos

A Neon cresceu ano após ano, conquistando prêmios e cada vez mais clientes. Nos primeiros dois dias, foram mais de 5 mil pedidos de abertura de conta. Atraindo aportes milionários e novas ideias, a Neon lançou diversos novos recursos ao longo dos anos.

A biometria facial, a transferência de dinheiro pela Siri do iPhone e até a possibilidade de investir os centavos que sobravam de transações estão entre os recursos. A Neon tem  também uma conta digital específica para clientes que são autônomos, MEIs e até pequenas e médias empresas, a MEI Fácil. 

A empresa se desenvolveu como referência no setor das fintechs, tanto que o ano de 2019 foi marcante para a companhia que recebeu dois prêmios: o reconhecimento como um dos 3 melhores bancos do país e o título de 4º melhor startup para se trabalhar no Brasil. 

Os prêmios não são à toa. A empresa saltou de uma equipe de menos de 10 pessoas para cerca de 550 funcionários apenas em alguns anos, além de conquistar mais de 3 milhões de clientes ao redor do país. 

É fato que a comunicação com os clientes ajudou a Neon a crescer, atrair investimentos, ter ideias e enxergar todos os cenários possíveis. O próprio Instagram extremamente vivo e alegre é um exemplo do que a empresa quer. 

 

Mas e aí, deu vontade de criar sua conta digital? Comente aqui no post! 

Fontes

https://focanodinheiro.neon.com.br/novidades/como-surgiu-neon-fintech-brasileira

https://epocanegocios.globo.com/Tecnologia/noticia/2019/11/epoca-negocios-os-jovens-e-inquietos-fundadores-de-fintechs.html

https://endeavor.org.br/empreendedor/pedro-conrade/

rogramas/conselho-de-ceo/ceo-da-neon-conta-trajetoria-que-o-levou-a-criar-primeira-conta-digital-do-brasil-aos-24-anos.html

https://es-la.facebook.com/CNLMF/posts/pedro-conrade-tem-24-anos-estudou-administra%C3%A7%C3%A3o-de-empresas-na-funda%C3%A7%C3%A3o-get%C3%BAlio-/272858126449389/

https://www.likeaboss.com.br/episodios/pedro-conrade-ceo-do-neon-o-banqueiro-de-26-anos/

https://neofeed.com.br/startups/investida-por-pedro-conrade-do-neon-essa-pequena-tele-busca-inspiracao-nas-fintechs/

https://99empreendedores.com.br/pedro-conrade/

https://www.facebook.com/timeneon/posts/1309586522556123

https://www.b2bstack.com.br/empresa/neon

https://www.moneytimes.com.br/quem-e-o-banco-neon/

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram